Corrida ou Caminhada

Corrida ou Caminhada

Saiba qual é a mais adequada de acordo com os seus objetivos

Corrida ou caminhada são duas atividades físicas de baixo custo e que oferecem bastantes benefícios para uma corpo bonito e saudável. Veja as vantagens específicas de cada uma e escolha o que mais combina com você.

O primeiro passo para começar a correr é investir na caminhada. Andar é essencial para preparar o corpo de quem deseja praticar corrida. E aquela história de que a corrida sempre promoverá mais benefícios do que a caminhada não faz sentido, inclusive porque são práticas distintas, da intensidade à própria mecânica dos movimentos. Sem contar que em vários casos, é a combinação de caminhada e corrida que trará melhores resultados.

Benefícios da Corrida

Perder peso Pesquisas revelam que corredores emagrecem com facilidade extra e conseguem se manter em forma por anos. E não apenas graças ao alto gasto calórico que a intensidade elevada propicia. Além da queima de gordura, esse esporte acarreta mais saciedade, porque regula melhor os hormônios que diminuem o apetite.

Desenvolve os músculos Manter-se em alta velocidade demanda bastante da musculatura das pernas, do abdômen e até das costas e braços. A corrida, ao longo do tempo fortalece essas regiões e aprimora a resistência física.

Garante um bom sono Em sedentários até passos vagarosos incitam a produção de hormônios como a endorfina, que relaxam o corpo e melhoram a qualidade do sono. Mas conforme a pessoa evolui no treino, o indicado é elevar a intensidade partindo para a corrida, ela liberaria maiores quantidades dessas substâncias em quem está preparado fisicamente.

Proporciona alegria A endorfina também possui papel fundamental nesse estado de humor. Isso porque é umas das moléculas responsáveis por gerar aquela sensação de prazer depois de suarmos a camisa. E ela é ainda mais produzida quando a carga de exercícios é maior.

Benefícios da Caminhada

Protege o coração A taxa de colesterol, assim como o risco de sofrer com diabete, hipertensão e infarto, é reduzida igualmente tanto em quem corre ou caminha. Mas a caminhada exige menos do coração o que a deixa mais segura para amadores e sobretudo para quem acabou de sair do sedentarismo. Vale ressaltar que os resultados apontados se referem a corredores e caminhantes que gastam quantidades similares de energia. Ou seja, quem anda precisa se exercitar por mais tempo.

Fortifica os ossos O impacto das passadas estimula a produção de massa óssea, com a vantagem de causar menos fraturas por estresse do que a corrida. Andar chega a ser recomendado até para quem já sofre com osteoporose, de acordo com o estágio da doença.

Melhora o sistema imunológico Práticas leves ou moderadas aperfeiçoam a função das células de defesa diante dos micróbios nocivos. Ao contrário, após exercícios mais intensos, a exemplo da corrida, há diminuição do trabalho de neutrófilos, unidades do sistema imunológico.